Bolsa.pt

Informações sobre a bolsa de valores.

Como começar a investir na bolsa?

Investir na bolsa de valores é uma atividade que pode fazê-lo ganhar bastante dinheiro, mas também exige alguns conhecimentos e muita preparação.

Se pretende começar a investir na bolsa, fique a saber quais os principais primeiros passos a dar!

1. Ter um objetivo

Quem investe na bolsa tem sempre como principal objetivo rentabilizar o seu dinheiro e obter lucro com ele, no entanto, para iniciar, convém ter um objetivo mais tangível. Será que deseja comprar um carro novo? Acabar de pagar a sua casa? Independentemente do seu propósito, é essencial ter um valor que deseje atingir, tente não ser demasiado positivo numa primeira vez e comece com valores mais baixos e realistas.

Ter uma meta vai ajudá-lo a focar-se mais e a decidir quando é altura de arriscar e quando deve ser mais cauteloso. Quando atingir o seu objetivo, pode sempre traçar um novo e assim ir crescendo enquanto investidor.

2. Escolha a forma de investir

Existem várias formas de investir o seu dinheiro e deverá optar por aquela que lhe apresentar as melhores vantagens. Numa fase inicial é preferível investir apenas numa determinada forma e não misturar ações com ETFs ou outras formas. Lembre-se de que deve começar sempre pela forma mais simples até se sentir confiante ao investir na bolsa.

Veja as 4 principais formas de investir:

1. Ações (Compra direta)

Talvez a forma mais comum de investir na bolsa. Com a compra direta de ações, o investidor compra ações de determinada empresa e acaba por se tornar sócio da mesma.

2. Fundo de Índices - ETFs

Tratam-se de fundos que obtêm o retorno dos índices que vez representam setores de mercado, com cotas adquiridas por si na bolsa. Como investe em conjuntos de ações, reduz os riscos, mas também os ganhos.

3. Clubes de Investimentos

Tratam-se de simples clubes de investimento, onde vários investidores se juntam para investir. A vantagem é que os custos são divididos, tornando-se mais fácil investir. Também os lucros são divididos, de acordo com o investimento inicial de cada um.

4. Fundo de Investimento de Ações

Neste caso não compra ações, mas sim cotas de fundos. A vantagem é que não necessita de negociar nada, uma vez que esse trabalho é feito pelo gestor/es do fundo. Necessita apenas de escolher em que Fundo investir. Este serviço está normalmente disponível nos Bancos e também na Corretora.

3. Escolher a sua corretora

Para quem está a começar a investir na bolsa, uma corretora pode ser uma ajuda preciosa! A corretora pode analisar o seu perfil de investidor e ajudá-lo a definir os seus investimentos. Com a experiência de mercado, a corretora é uma mais valia, pois estão sempre atentos aos melhores negócios do mercado, o que nem todos nós podemos fazer.

Deve perder algum tempo a escolher a corretora indicada para si, pois enquanto umas estão direcionadas a grandes investidores, outras são mais adequadas a quem escolher investir menos. Convém verificar as taxas de cada uma e ver qual a que melhor se adaptará ao seu estilo.

4. Começar a investir

Agora que já realizou todos os passos, é altura de começar a investir! Não se esqueça de ler muito sobre o assunto e apoiar-se bastante na corretora para não cometer erros de principiante, como investir tudo o que tem. Lembre-se que é preferível começar com investimentos pequenos, mas mais seguros.